Casa / Geral / ‘Cantautores’ chega à 6ª edição 

‘Cantautores’ chega à 6ª edição 

 

Um dos convidados da “6ªMostra Cantautores”, Chico César ressalta a iniciativa: “Até então, no Brasil, a figura do cantautor não era lembrada com tanta precisão. Existem festivais de música, mas são de concorrência, e, às vezes, há um prêmio para letra, um para interpretação… O cantautor atualiza a figura do menestrel, e a mostra vai se firmando como referência”, enaltece. “Todo mundo que vai fala para o outro. Acho importante celebrar essa figura (do cantautor) – lembrando que essa celebração não despreza a figura do intérprete, que muitas vezes revela aspectos de uma canção que o autor nem desconfiava. Mas também acho importante o próprio autor mostrar a sua obra”, diz o cantor e compositor.
 
Surgida em 2011, a “Mostra Cantautores” se espraia, nesta edição, por três espaços da cidade – Funarte, Teatro Bradesco e Casa Ideia – e tem como regra a apresentação dos artistas em formato solo e intimista, acompanhados por seu instrumento.
 
Um dos idealizadores da mostra junto a Jennifer Souza, o músico Luiz Gabriel Lopes lembra que o embrião veio da constatação da existência de um gargalo para que o autor escoasse sua produção. “Hoje, vejo que abriu espaço para vários outros projetos que localizam a figura do compositor, que, muitas vezes, tem um trabalho invisível. A vontade era trazer isso para o primeiro plano. E aí, a coisa foi crescendo, hoje tem atividades paralelas e o festival se tornou uma espécie de ponta de um iceberg”, frisa ele, lembrando que um dos braços do projeto, a “Mostra Cantautoras”, terá, esse ano, outra edição. 
 
A mostra também firmou curadorias para outros projetos da cidade, como o Savassi Festival e a Virada Cultural. “Temos outras possíveis parcerias para este ano”, avisa Luiz, lembrando que o Cantautores ocupa, hoje, no imaginário no público, um lugar “até político, de resistência, um lugar de reconhecimento”. “Uma coisa legal é que, hoje, já existe um interesse maior por parte do público pela iniciativa, e não só de BH, mas do Brasil. Inclusive pelo fato de a gente trazer artistas interessantes, muitos dos quais estão hoje longe dos holofotes da mídia, mas que têm trajetórias fortes”.
 
Para o cantor gaúcho Vítor Ramil, “é gente criando coisas novas, independentemente das imposições do grande mercado – que se tornaram tão brutais que já nem têm nada a ver com música e poesia”. “Fico feliz que tenham me convidado. É o tipo de encontro que tem a ver comigo, com minha forma de levar a vida e a carreira”, conclui.
 
Chico César, por seu turno, fala do entusiasmo de chegar a BH vindo diretamente de uma experiência marcante, a de subir o Rio Negro dentro do projeto “Navegar é Preciso”, de viés ecoliterário. Trata-se de uma navegação com direito a shows, palestras, passeios e teatros. Ainda para este mês, ele anuncia o DVD “Estado de Poesia”, gravado ao vivo em Recife. “Falei com a Bárbara (Santos, sua esposa e musa do disco e da nova empreitada) que está melhor do que o CD”, brinda.
 
Mostra Cantautores
 
Em diversos locais da cidade. Estreia neste sábado (6), no Teatro Bradesco (rua da Bahia, 2.244), com dois shows. Às 18h, Vitor Ramil, com abertura de Jennifer Souza. Às 21h, Chico César, com abertura: Luiz Gabriel Lopes. A partir de R$ 14 (inteira). Programação completa no site www.mostracantautores.com.br

Source link




Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

11111111111111