Home / Direto ao Ponto / Conheça a história e a origem do cartão de crédito

Conheça a história e a origem do cartão de crédito

Em 1950, um grupo de executivos financeiros de Nova York saiu para jantar e esqueceu de levar dinheiro e talão de cheque. Frank MacNamara e seus convidados entraram num restaurante. Entre uma conversa e outra, terminaram o jantar e a conta foi apresentada. Só então o grupo percebeu que estava sem dinheiro ou talão de cheques. Depois de alguma discussão, o dono do restaurante concordou em deixar MacNamara pagar a conta outro dia, mediante a assinatura na nota de despesas. A partir desse episódio, MacNamara concebeu a idéia do cartão de crédito. Em 28 de fevereiro de 1950, o primeiro cartão multiuso foi emitido, o Diners Club Card, aceito em lugar de dinheiro ou cheque em 27 restaurantes. Duzentas pessoas, a maioria amigos de MacNamara, tiveram um naquele primeiro ano.

A expansão no Brasil

O primeiro cartão de crédito no Brasil surgiu em 1956, pelas mãos do empresário Habus Tauber, que havia adquirido, nos Estados Unidos, a franquia do Diners Club. Hoje há cerca de 47,5 milhões de cartões de crédito no mercado nacional. O número dobrou em relação ao registrado em 1999, com um crescimento entre 14% e 26% ao ano desde então. O maior crescimento se deu a partir de 1994, com a estabilidade econômica obtida a partir do Plano Real. Levantamento da Credicard indica que o Brasil já é o oitavo emissor de cartões de crédito do mundo e o maior da América Latina.

Fonte: Associação Brasileira das Empresas de Crédito e Serviços (Abecs)




Check Also

Esclareça: Contrato de Namoro existe? É válido?

Esclareça: Contrato de Namoro existe? É válido?

Conheça a Diferença entre “Organização Criminosa” e “Associação Criminosa”

Compartilhe esse conteúdo - Click aqui e cadastre-se GRÁTIS e receba notícias, informações e promoções …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.