Home / Conteúdo / Negar vaga ou perder emprego por estar com nome no SPC ou SERASA?

Negar vaga ou perder emprego por estar com nome no SPC ou SERASA?

Negar vaga ou perder emprego por estar com nome no SPC ou SERASA?

Estar no SPC e SERASA, na grande maioria dos casos, é uma decorrência natural de problemas financeiros oriundos de ter planejado mal o orçamento e/ou das altíssimas taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras (bancos, cartões de crédito, financeiras etc) que acabam tornado a dívida uma “bola de neve” impagável.

A resposta é NÃO. A empresa não pode fazer isso com o funcionário.

Mas isto não é razão para que uma empresa negue uma vaga de emprego para você ou para que a empresa onde você trabalha lhe demita, até porque, se a empresa fizer isto e você tiver provas que o emprego não lhe foi oportunizado ou que você foi demitido pelo fato de seu nome estar inscrito no SPC ou SERASA, ela estará cometendo uma ilegalidade, pois tal ato é considerado discriminatório, cabendo ação judicial pedindo, inclusive indenização por danos morais e materiais contra a mesma.

Porém, o que se vê na prática é o seguinte:

As empresas acabam não admitindo empregados que têm o nome no SPC e SERASA e alegam que foi por outra razão, do tipo: “seu curriculo não se adequou ao perfil de nossa empresa”, e fica muito difícil provar que a verdadeira razão para que você não conseguisse a vaga foi ter o nome “sujo”.

Nos casos de demissão, a empresa demite o empregado e na rescisão coloca “sem justa causa” pagando todos os seus direitos, o que está correto e dentro da lei, só podendo ser contestado quando se possa provar que a demissão se deu por causa da restrição junto ao SPC e SERASA, caso em que caberia ação de indenização por danos morais e materiais.

Se a empresa demitir o empregado e colocar na rescisão por “justa causa”, terá que provar qual foi a razão da justa causa. Neste caso, se ela alegar que foi por causa dos registros no SPC e SERASA, cabe ação de indenização pois, como já dissemos, é ilegal a demissão do empregado pelo simples fato de seu nome constar nos cadastros restritivos de crédito.

Fonte: SOSConsumidor.com.br

Veja também...

9 sites gratuitos para estudar Direito para concurso

As disciplinas de direito são cada vez mais comuns em provas de conhecimentos básicos para cargos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *