Início / Capa / Prisão: Advogado de blogueira deve entrar hoje com pedido de habeas corpus

Prisão: Advogado de blogueira deve entrar hoje com pedido de habeas corpus

O advogado da blogueira Julia Salgueiro, Humberto Cavalcante, deve entrar nesta terça-feira com pedido de habeas corpus da cliente para que ela responda em liberdade. Ontem, após 10 dias de investigações, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva da jornalista que publicou em uma rede social comentários ofensivos contra um bebê com Síndrome de Down. O delegado Paulo Rameh concluiu o inquérito que indicia Julia por discriminação de pessoas em razão de sua deficiência, tomando como base o Estatuto da Pessoa com Deficiência, de 2015. A pena é de dois a cinco anos de reclusão, além de multa.

O inquérito policial seguiu ainda ontem para o Ministério Público de Pernambuco. O delegado ressaltou que, apesar de a defesa alegar que Julia sofre de depressão, não cabe à polícia avaliar seu estado. Caberá a um juiz julgar a questão e determinar, se achar necessário, uma medida alternativa. “Nosso trabalho é dizer se houve crime e quem é o autor. O quadro depressivo não elimina nem justifica a conduta dela”, disse.

A blogueira foi denunciada pelos pais do bebê. Julia comparou crianças com Down a filhotes de cachorro e classificou o sexo praticado por pessoas acometidas pela síndrome de “nojento”. Na semana passada, ela prestou depoimento, acompanhada pela mãe e pelo advogado. Disse estar arrependida e apresentou documentos sobre um tratamento para depressão.

Entenda o caso

Na semana em que se comemorou o Dia Internacional da Síndrome de Down, a família de um bebê de 11 meses prestou queixa contra a jornalista e blogueira de moda recifense Júlia Salgueiro por causa de comentários preconceituosos feitos por ela sobre uma foto da criança postada no Facebook.

A foto foi tirada durante evento voltado para crianças com Down e postada pela tia do menino, a jornalista Juliana Preto, na última terça-feira. A blogueira comparou as crianças a filhotes de cachorro e classificou o sexo praticado por pessoas com a síndrome como “nojento”.  A queixa foi prestada pela mãe da criança, a advogada Maria Cláudia Albuquerque, 28, e o pai, o empresário Heitor Durval, 25.

http://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2017/04/04/interna_nacional,859724/advogado-de-blogueira-deve-entrar-hoje-com-pedido-de-habeas-corpus.shtml




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *